Saúde e educação ficarão sem recursos - Sindicato dos Bancários de Itabuna e Região
Home » Notícias » Saúde e educação ficarão sem recursos
Em 05/10/2016

Saúde e educação ficarão sem recursos

Saúde e educação ficarão sem recursos

O governo ilegítimo de Michel Temer, apoiado pelas elites e pelo sistema financeiro, tenta aprovar a todo o custo a PEC 241. A Proposta de Emenda Constitucional visa congelar por 20 anos as verbas repassadas pela União para setores essenciais, como saúde e educação. 
 
A justificativa é cobrir um fantasioso rombo de R$ 170 bilhões da dívida pública. Mas, se realmente quisesse resolver os problemas, Temer começaria taxando as grandes fortunas e fechando o cerco para a sonegação fiscal. Para isso, teria de mexer no andar de cima da pirâmide social. E isso o governo não vai fazer. Até porque atua para manter os privilégios de poucos. 
 
Os impactos da PEC 241 são desastrosos. Se estivesse em vigor desde 2002, o serviço público do Brasil estaria um caos. Os investimentos em educação teriam uma redução de 47% e em saúde de 26%. Para as duas áreas seria um montante de quase R$ 700 bilhões a menos. 
 
Vale ressaltar que a proposta de diminuição da dívida pública com a redução dos investimentos poderia ter outra via de solução, muito mais simples e menos desigual. Era só parar o pagamento da rolagem dos juros e amortização da dívida creditados aos banqueiros. Apenas com a economia, o PIB deixaria de estar comprometido em 6,7%. (SBBA)

Desenvolvido por Porttal Webdesign

Topo