NO ITAÚ, COBRANÇA POR POLÍTICA DE SAÚDE - Sindicato dos Bancários de Itabuna e Região
  • »
Home » Notícias » NO ITAÚ, COBRANÇA POR POLÍTICA DE SAÚDE
Em 20/07/2016

NO ITAÚ, COBRANÇA POR POLÍTICA DE SAÚDE

NO ITAÚ, COBRANÇA POR POLÍTICA DE SAÚDE

Representantes dos bancários e da direção do Itaú se reuniram, no Grupo de Trabalho de Saúde e Condições de Trabalho, para tratar sobre os principais assuntos relacionados à gestão do PCMSO (Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional) e ao departamento de saúde ocupacional, inclusive a cláusula 57. 
 
O maior banco privado em atividade no país deve investir efetivamente em ações de promoção à saúde. No sistema implementado, a documentação de afastamento e licença do trabalhador fica sob responsabilidade do gestor. 
 
O fato desagrada a todos. O entendimento é de que é necessário ter controle no processo. Além disso, o novo método tem ocasionado problemas de endividamento e, em alguns casos, até demissões. 
 
Diante de questões que dizem respeito aos programas de carreira e meritrocacia, e de como as metas não compatíveis com a realidade acarretam no adoecimento do bancário, o Itaú se comprometeu em responder quando obtivesse mais informações. (SBBA)

Desenvolvido por Porttal Webdesign

Topo