Dilma mantém correção de 4,5% no IR - Sindicato dos Bancários de Itabuna e Região
Home » Notícias » Dilma mantém correção de 4,5% no IR
Em 23/02/2015

Dilma mantém correção de 4,5% no IR

Mais um peso para o bolso do trabalhador. O governo federal mantém em 4,5% o reajuste na tabela do IR (Imposto de Renda). Isso quer dizer que quem recebe a partir de R$ 1.868,22 por mês vai cair nas garras do Leão. A decisão, anunciada pela presidenta Dilma Rousseff, nesta sexta-feira (20/02), segue a mesma lógica de outras medidas impostas pelo governo nos últimos dois meses, como as mudanças na concessão do seguro desemprego, abono salarial e pensão por morte. Em outras palavras, corte de gastos e aumento da arrecadação. Se a correção chegasse aos 6,5%, como reivindicado pelo trabalhador, só seria obrigado a declarar IR quem tem salário de R$ 1.903,98. Importante destacar que o índice apenas amenizaria o prejuízo, pois se as perdas acumuladas desde 1996 fossem corrigidas hoje, tornariam isentos todos aqueles com renda de até R$ 2.937,12. No entanto, mais uma vez quem carrega o peso das medidas é o trabalhador. Lamentável. (O Bancário)

Desenvolvido por Porttal Webdesign

Topo