MPs serão discutidas em comissão tripartite - Sindicato dos Bancários de Itabuna e Região
Home » Notícias » MPs serão discutidas em comissão tripartite
Em 04/02/2015

MPs serão discutidas em comissão tripartite

Em reunião ontem (3), com as centrais sindicais, o governo confirmou que as medidas provisórias 664 e 665, que comprometem direitos trabalhistas como pensão por morte, auxílio-doença, seguro-desemprego, abono salarial, não serão revogadas. As discussões sobre essas questões passarão a ser feitas por meio de comissão tripartite entre representantes dos trabalhadores, o executivo federal e parlamentares, antes da votação no Congresso Nacional. Participaram da segunda rodada de negociação, nesta terça 3, em São Paulo, os ministros Miguel Rossetto (Secretaria-Geral da Presidência da República), Carlos Gabas (Previdência Social), Nelson Barbosa (Planejamento, Orçamento e Gestão) e Manoel Dias (Trabalho e Emprego) e os dirigentes da CUT (Central Única dos Trabalhadores), Força Sindical, Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB), Central de Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), União Geral dos Trabalhadores (UGT) e Nova Central Sindical de Trabalhadores (NCST). As discussões dos dois grandes temas que fazem parte das medias provisórias - abono salarial e seguro desemprego - continuarão com foco em três temas fundamentais: avançar na diminuição da informalidade; combater a rotatividade; e a atualização do sistema público de emprego para a estimular a criação de vagas. Também foi anunciada a discussão de propostas, com a participação das centrais sindicais, de um plano plurianual de desenvolvimento econômico para o quadriênio de 2016 a 2019, que deverá ser entregue ao Congresso em agosto deste ano. Foi anunciada ainda a incorporação, na agenda do governo, de propostas das centrais sindicais para o setor industrial. Os representantes das centrais deixaram claro que o ajuste fiscal não poderá ser pago pelos trabalhadores. (SP Bancários)

Desenvolvido por Porttal Webdesign

Topo