Mulheres e jovens têm mais medo do desemprego - Sindicato dos Bancários de Itabuna e Região
  • »
Home » Notícias » Mulheres e jovens têm mais medo do desemprego
Em 16/10/2020

Mulheres e jovens têm mais medo do desemprego

Mulheres e jovens têm mais medo do desemprego

No Brasil, com tantas desigualdades e sem políticas do governo de incentivo a geração de emprego e renda, o medo do desemprego é maior entre as mulheres e os jovens. O indicador do receio do público feminino de ficar sem trabalhar foi de 62,4 contra 46,8 do masculino em setembro. O que representa 15,6 pontos. 

O Índice de Medo do Desemprego e Satisfação com a Vida da CNI (Confederação Nacional da Indústria) aponta que enquanto entre os jovens, na faixa etária dos 16 aos 24 anos, o indicador do temor em se desempregar ficou em 57,9, nos com idade entre 25 e 34 anos, foi de 57,3. 

Na população em geral, o medo de ficar desempregado atingiu 55 pontos. No recorte por regiões, o Nordeste tem o maior indicador, de 61,2. O país já possui 13,1 milhões de pessoas desocupadas. Apesar disso, o índice de satisfação da vida também é melhor entre os homens. Chega a 70 pontos na comparação com as mulheres, que ficou em 97,1.(SBBA)


Desenvolvido por Porttal Webdesign

Topo