Cresce a oposição de evangélicos a Bolsonaro: “Clamor de fé pelo Brasil” - Sindicato dos Bancários de Itabuna e Região
  • »
Home » Notícias » Cresce a oposição de evangélicos a Bolsonaro: “Clamor de fé pelo Brasil”
Em 22/05/2020

Cresce a oposição de evangélicos a Bolsonaro: “Clamor de fé pelo Brasil”

Manifesto de 35 organizações evangélicas propõe que TSE assuma seu papel constitucional e proceda à cassação da chapa Bolsonaro-Mourão

Os impactos e desdobramentos da crise de saúde pública com a pandemia da covid-19 têm se tornado ainda mais críticos com as sucessivas tensões políticas geradas pelo próprio governo brasileiro. Esta realidade tem movido grupos de evangélicos a posturas mais contundentes, uma vez que esta situação tem resultado em graves consequências, principalmente a perda de milhares de vidas, especialmente da população mais empobrecida.

Neste espírito, 35 organizações e movimentos evangélicos e centenas de pessoas vinculadas a igrejas deste segmento cristão assinam o manifesto “O governante sem discernimento aumenta as opressões – Um clamor de fé pelo Brasil”.

De solidariedade com famílias dos mais de 16 mil mortos por coronavírus e com os profissionais de saúde ao reconhecimento a universidades e a centros de pesquisa, os manifestantes evangélicos e evangélicas repudiam e se indignam com o comportamento antiético do presidente da República que “dá provas que não está à altura do cargo que ocupa”. A gestão é classificada no documento como inadequada que atenta contra a vida humana.

Os evangélicos e evangélicas que assinam o manifesto cobram respostas mais eficientes dos governos e reafirmam que igrejas devem ser responsáveis e não promoverem cultos públicos presenciais, abrindo seus espaços para ações de solidariedade. O texto conclama que as orientações e recomendações das instituições de saúde e científicas sejam seguidas e que o poder público atue de forma coordenada para promover uma economia justa, voltada para o benefício das pessoas, em especial, as mais empobrecidas.

Com base nestas afirmações o manifesto conclui com proposta ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), para que assuma seu papel constitucional e proceda à cassação da chapa Bolsonaro-Mourão, marcada pela disseminação de mentiras que embasaram a campanha eleitoral em 2018. A justificativa para o pedido é que “a preservação de vidas e da democracia exigem ação imediata”.

Segue a íntegra do documento:

O governante sem discernimento aumenta as opressões – Um clamor de fé pelo Brasil

Nós, de diversas Igrejas, organizações e movimentos de evangélicas e evangélicos pela democracia, manifestamos publicamente:

  • Nosso luto e profunda solidariedade para com as famílias dos mais de 16 mil mortos que o Brasil identificou até recentemente em meio a pandemia do novo Coronavírus (Covid-19). É momento de “chorar com os que choram” (Rm 12:14-15). 
  • Nosso compromisso cotidiano em ações solidárias de apoio ao atendimento de necessidades específicas de pessoas e famílias que se encontram em situação de vulnerabilidade nesse  contexto de grave crise. “A fé, por si só, se não for acompanhada de obras, está morta” (Tg 2:17).
  • Nossa gratidão e solidariedade para com os profissionais de saúde que têm experimentado grande desgaste físico e emocional por estarem trabalhando no enfrentamento direto dessa situação. Nossa oração é para que Deus os guarde e que eles “mantenham a esperança”.
  • Nosso reconhecimento e apoio a Universidades e Centros de Pesquisa, bem como seus pesquisadores e cientistas que têm se dedicado na busca das melhores respostas e análises para juntos superarmos esta realidade. O momento exige que as tomadas de decisão sejam fundamentadas “no conhecimento que vem do bom senso” (Pv 1:4).
  • Nosso repúdio e indignação à forma antiética com que o presidente da República tem se comportado nesta grave situação do País, sem assumir a conduta exigida para uma pessoa que ocupa a liderança institucional executiva da nação. Ele tem dado provas de que não está à altura do cargo de Presidente da República. A gestão inadequada durante a pandemia atenta contra a vida humana ao invés de “praticar a justiça e compaixão pelos pobres” (Dn 4:27).
Fonte: Carta Capital

Desenvolvido por Porttal Webdesign

Topo