Centrais definem o dia 12 de julho como Dia Nacional de Mobilização contra a reforma da Previdência - Sindicato dos Bancários de Itabuna e Região
Home » Notícias » Centrais definem o dia 12 de julho como Dia Nacional de Mobilização contra a reforma da Previdência
Em 28/06/2019

Centrais definem o dia 12 de julho como Dia Nacional de Mobilização contra a reforma da Previdência

Centrais definem o dia 12 de julho como Dia Nacional de Mobilização contra a reforma da Previdência

 As centrais sindicais definiram o dia 12 de julho como o Dia Nacional de Mobilização Contra a Reforma da Previdência, com mobilização em Brasília e outras capitais. No dia 14 de junho, milhares de trabalhadores cruzaram os braços para reivindicar contra a reforma.

 Os sindicalistas passaram o dia no Congresso Nacional para pressionar os parlamentares a não votarem a Proposta de Emenda à Constituição 006/2019. E a intensificação da luta nos próximos dias será uma resposta dos trabalhadores e trabalhadoras à pressa do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), em aprovar o projeto.

 As centrais se reuniram no dia 25, para discutir a estratégia a ser adotada nos próximos dias na luta contra a reforma da Previdência de Jair Bolsonaro (PSL). Hoje (28), as centrais sindicais voltam a se reunir para organizar a mobilização.

 Ontem (27), a Câmara dos Deputados cancelou a reunião da Comissão Especial que analisa a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) nº 06/2019, da reforma da Previdência. Com a decisão, o cronograma do principal projeto econômico do governo Jair Bolsonaro (PSL) tramitando no Congresso Nacional sofre mais um revés e a votação no plenário, se nada mudar, deve ocorrer no segundo semestre.

Resistência

 Para barrar a reforma, a CTB e demais centrais estão marcando presença no Congresso e dialogando com todos os partidos sobre os efeitos nefastos da reforma para a classe trabalhadora e para a economia brasileira.

 

Fonte: Contraf


Desenvolvido por Porttal Webdesign

Topo