A cobiça para tirar da Caixa a gestão do FGTS - Sindicato dos Bancários de Itabuna e Região
Home » Notícias » A cobiça para tirar da Caixa a gestão do FGTS
Em 20/12/2018

A cobiça para tirar da Caixa a gestão do FGTS

A cobiça para tirar da Caixa a gestão do FGTS

Aumenta a torcida para retirar da Caixa a gestão do FGTS. A secretária executiva do Ministério da Fazenda e presidente do Conselho de Administração do banco, Ana Paula Vescovi, defende a ampla remodelagem do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço. 

Sob a falsa argumentação de que vai haver melhora na remuneração dos recursos do trabalhador, o que se quer, na verdade, é a quebra do monopólio da Caixa, defendida pelos bancos privados. As empresas estão de olho nos mais de R$ 510 bilhões de ativos. O papel social, no entanto, é descartado. 

O posicionamento de Ana Paula Vescovi é semelhante ao do presidente do Santander, Sérgio Real, e do presidente do Conselho de Administração do Bradesco, Luiz Carlos Trabuco, interessados em possíveis oportunidades de aquisições vindas de Caixa e Banco do Brasil.

A tendência do novo governo é estar a serviço dos banqueiros, que sempre visaram o lucro, sem compromisso com o desenvolvimento social. Ana Paula Vescovi chegou a dizer o absurdo de que o FGTS é “uma das fontes de desigualdade de renda do país”. Muito pelo contrário, os recursos do fundo ultrapassam o sonho da casa própria e financiam, também, obras de saneamento e infraestrutura, que proporcionam água de qualidade, coleta e tratamento do esgoto sanitário.(SBBA)


Desenvolvido por Porttal Webdesign

Topo