Bancos privados de olho nos recursos do FGTS - Sindicato dos Bancários de Itabuna e Região
Home » Notícias » Bancos privados de olho nos recursos do FGTS
Em 06/11/2018

Bancos privados de olho nos recursos do FGTS

Bancos privados de olho nos recursos do FGTS

Há muito tempo que os bancos privados estão de olho no FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço). A intenção é clara. Tirar a gestão do benefício dos públicos, em especial da Caixa, para controlar os recursos.

Interessado nos depósitos judiciais, folhas de pagamento de determinadas categorias e a gestão dos recursos do FGTS, Sérgio Rial, presidente do Santander, defende que o novo governo trabalhe para a quebra de monopólios nos serviços financeiros. Fato preocupante porque a empresa espanhola se posicionou contra os brasileiros quando os temas foram reforma trabalhista e da Previdência e precarização do trabalho.

O atual governo colabora ainda mais para o aumento na cobiça do setor privado sobre o Fundo de Garantia. Exemplo disso é que, recentemente, foi suspenso por parte do banco público a Pró-Cotista para imóveis usados. Era a linha de linha de financiamento habitacional mais barata do mercado e que utiliza recursos do FGTS. Na contramão, o Santander começou a ofertar empréstimos nesta modalidade. Em 2019, o Bradesco também vai passar a operá-la.

A Caixa desenvolve políticas públicas nas áreas de habitação e saneamento com recursos do Fundo de Garantia. Prática que pode ser colocada em risco, principalmente se a instituição for privatizada. Sem a mínima preocupação com o papel do social do FGTS, os bancos privados estão interessados somente nos ativos, que já passam dos R$ 510 bilhões.(SBBA)


Desenvolvido por Porttal Webdesign

Topo