Eleições: a democracia ainda resiste no país - Sindicato dos Bancários de Itabuna e Região
Home » Notícias » Eleições: a democracia ainda resiste no país
Em 09/10/2018

Eleições: a democracia ainda resiste no país

Eleições: a democracia ainda resiste no país

O povo brasileiro não quer saber de violência, de discriminação e perseguição contra negros, índios, mulheres, LGBT, pobres e trabalhadores. E isso ficou evidente, com a confirmação do segundo turno da eleição presidencial, no dia 28 próximo, entre Haddad, o candidato das forças democráticas, e o capitão Bolsonaro, presidenciável da extrema direita, que já comemorava vitória no primeiro turno.

Na reta final da campanha eleitoral, as demais candidaturas do campo de direita como Alckmin, Marina, Meirelles e Álvaro foram desidratadas para vitaminar o presidenciável do PSL, a fim de tentar fazê-lo ganhar no primeiro turno. Ele até apresentou uma surpreendente subida, mas não o suficiente.

A vontade popular foi decisiva para renovar as esperanças na democracia. Agora, com a confirmação do segundo turno, as forças progressistas e democráticas têm a oportunidade de se rearticularem e concentrarem esforços, a fim de ganharem a sociedade para barrar o avanço do fascismo que em nada favorece aos trabalhadores.(SBBA)


Desenvolvido por Porttal Webdesign

Topo