Feminicídio aumenta e a Justiça não dá conta - Sindicato dos Bancários de Itabuna e Região
Home » Notícias » Feminicídio aumenta e a Justiça não dá conta
Em 09/07/2018

Feminicídio aumenta e a Justiça não dá conta

Feminicídio aumenta e a Justiça não dá conta

O machismo continua fazendo vítimas no Brasil, aponta o CNJ (Conselho Nacional de Justiça). Mesmo com a criação de varas especializadas na aplicação da Lei Maria da Penha, o número de mulheres assassinadas cresceu 8,8% no período de 10 anos, que compreende os anos de 2003 a 2013. A mulher negra de 18 a 30 anos é o principal perfil de vítimas.

A pesquisa revela um dado drástico que agrava mais ainda a apuração dos casos. Os tribunais não estão dando conta de atender toda a demanda. Dos 10,7 mil processos sobre o assunto no ano passado, apenas 5 mil tiveram sentença dada. O número é maior do que 2016, quando apenas 2 mil decisões foram feitas, mas revela que muitas mulheres ainda esperam um desfecho sobre atos violentos que sofreram.

Segundo o último Atlas da Violência – estudo feito em conjunto pelo Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) e o FBSP (Fórum Brasileiro de Segurança Pública) –, os casos de feminicídio aumentaram 15,5% em uma década, passando de 4.030 ocorrências em 2006 para 4.645, em 2016 – média de 12,7 mortes por dia, praticamente um crime a cada duas horas.(SBBA)


Desenvolvido por Porttal Webdesign

Topo