Ensino de economia ou camuflagem do jogo dos poderosos? - Sindicato dos Bancários de Itabuna e Região
Home » Notícias » Ensino de economia ou camuflagem do jogo dos poderosos?
Em 15/05/2018

Ensino de economia ou camuflagem do jogo dos poderosos?

stevepb / Pixabay / Creative Commons
economia.jpg

A macroeconomia ensinada nas universidades não explica o mundo real de forma adequada

Por que entender macroeconomia? Assim o professor paquistanês Asad Zaman, economista, cientista social e vice-presidente do Instituto de Economia do Desenvolvimento do Paquistão, em Islamabad, inicia seu curso intitulado Como a Teoria Macro foi Elaborada pelos Poderosos (https://rwer.wordpress.com/). Se nós entendermos macroeconomia, ou macro como se costuma chamá-la, diz, seremos capazes de compreender as razões dos principais eventos econômicos que acontecem ao nosso redor.

Por exemplo, a desigualdade crescente, os efeitos da austeridade, o Brexit, as iniquidades do sistema financeiro pós-Bretton Woods baseado no dólar, os impactos da economia emergente da China na finança global e muitas outras questões de vital importância para a condução da política econômica.

“Infelizmente, os cursos padrão em macroeconomia avançada atualmente ensinados nas principais universidades do mundo são mais do que inúteis para esse propósito. Grandes economistas admitem que nós necessitamos substituir 'o edifício todo' da macro contemporânea e que nossos principais modelos estão em forte conflito com tudo aquilo que conhecemos sobre a realidade”, alerta o professor.

A título de exemplo cita o trabalho de David Romer “O Problema com a Macroeconomia”, onde se diz que os teóricos ignoram por completo a forte oposição entre as suas teorias e a realidade e se contentam em construir modelos matemáticos sem relação com o mundo real.

Os principais livros-texto sobre macro mostram ao estudante o caminho para fazer manipulação matemática avançada, mas nada ensinam sobre os acontecimentos ao nosso redor, motivo pelo qual os economistas (com raras exceções, deve-se acrescentar) foram totalmente surpreendidos quando a crise financeira global explodiu em 2008. De acordo com todos os modelos macro em uso naquele momento e que continuam a ser utilizados hoje, um evento como aquele era impossível, diz Zaman.

“Não é só que aquilo que é ensinado seja irrelevante. O conteúdo é, na verdade, desorientador e podemos argumentar que o é deliberadamente. Aprender a verdade sobre como a economia funciona seria muito perigoso aos ricos e poderosos que se beneficiam enormemente dos mitos que são ensinados nos livros-texto de macroeconomia moderna, amplamente acreditados no mundo todo.

Fonte: Carta Capital


Desenvolvido por Porttal Webdesign

Topo