Caixa é atacada, novamente, por Temer - Sindicato dos Bancários de Itabuna e Região
Home » Notícias » Caixa é atacada, novamente, por Temer
Em 30/01/2018

Caixa é atacada, novamente, por Temer

Caixa é atacada, novamente, por Temer

O governo Temer prepara um novo ataque contra a Caixa. Se a situação nas agências bancárias não é nada boa, tende a piorar com a redução do quadro de pessoal, em mais um PDV (Programa de Demissão Voluntária). A expectativa, dada pela grande imprensa, apoiadora do desmonte das estatais, é de que 3 mil empregados façam adesão ao plano, previsto para se lançado em fevereiro.

Desta forma, o banco alcançaria a meta estipulada no ano passado, com o desligamento de 10 mil funcionários. Importante destacar que em 2017, a direção da instituição abriu dois PDVS, com a redução de 7,3 mil postos de trabalho, chegando a cerca de 87 mil. 

A intenção desta vez, de acordo com as notícias, é dar um "choque de gestão" no banco público. Quer dizer, funcionários e população vão pagar pelos problemas gerados por meia dúzia de diretores que utilizam o cargo indevidamente para atender a interesses políticos.

Enquanto isso, a sobrecarga de trabalho aumenta, expondo os empregados um ambiente ainda mais estressante e propício a doenças. Os clientes também sentem os reflexos, com um atendimento precarizado. Não é só isso, o número de agências também será reduzido, assim como o de postos de atendimento. 

Se hoje, com 3.400 unidades em todo o país, os clientes já sofrem com longas filas e atendimento precário, com o fechamento das agências, o cenário vai piorar. Um desrespeito à nação.(SBBA)


Desenvolvido por Porttal Webdesign

Topo