Manuela D'Ávila ressalta papel do Legislativo na defesa das mulheres - Sindicato dos Bancários de Itabuna e Região
Home » Notícias » Manuela D'Ávila ressalta papel do Legislativo na defesa das mulheres
Em 29/11/2017

Manuela D'Ávila ressalta papel do Legislativo na defesa das mulheres


A titular da Procuradoria Especial da Mulher da Assembleia Legislativa do Ceará, deputada Augusta Brito (PCdoB), disse que o intercâmbio de experiências entre as casas Legislativas está sendo aprofundado. Segundo ela, para além das discussões pertinentes e necessárias sobre violência, a vontade é “mostrar que a mulher pode debater vários outros assuntos, como os relacionado à crise e ao crescimento e desenvolvimento do nosso Estado”.

A parlamentar cearense afirmou que propostas estão sendo construídas para debater com a juventude nas escolas diversos temas “que são de interesse do País, do Estado e do município de cada um”.

Já Manuela D’Ávila ressaltou a importância da mobilização do Poder Legislativo para o avanço de pautas demandadas pelas mulheres. Ela avaliou que houve um crescimento da acolhida desse tema no Poder Legislativo, apontando que tal cenário acontece, sobretudo, pela pressão positiva e construção dos movimentos sociais vinculados às mulheres. 

A deputada lembrou ainda que as assembleias são os espaços de debate sobre o orçamento e, consequentemente, das políticas públicas, que precisam dos projetos orçamentários para existirem. Segundo ela, a Procuradoria da Mulher da ALRS realizou um estudo sobre “onde é possível aumentar ou não o investimento em políticas específicas que podem diminuir o impacto da violência contra a mulher”.

Durante entrevista coletiva, a deputada Manuela D’Ávila afirmou que as procuradorias da mulher, espaços recentes que ganham importância nas Casas Legislativas, têm como tarefa central a transformação da cultura. Durante fala no seminário desta segunda, a parlamentar apresentou experiência da AL do Rio Grande do Sul em um trabalho que tratou sobre a violência contra a mulher.

“É a ideia de que a política não é feita somente quando aprovamos uma lei, mas o esforço que nós temos que fazer para que a sociedade mude a visão que tem e que faz com que essa violência exista. Política é também lutar para mudar a sociedade, e a gente não muda só com lei, mas mudando a cultura também”, defendeu. 


 Fonte: Assembléia Legislativa via Portal Vermelho



Desenvolvido por Porttal Webdesign

Topo