Neoliberalismo não rima com banco público - Sindicato dos Bancários de Itabuna e Região
Home » Notícias » Neoliberalismo não rima com banco público
Em 13/10/2017

Neoliberalismo não rima com banco público

Neoliberalismo não rima com banco público

A reestruturação dos bancos públicos, que tem impacto direto na queda do número de funcionários, fechamento de agências e prejuízo à população, tem sido denunciada pelas forças democráticas, pelo movimento dos trabalhadores, inclusive, de todos os Sindicatos de Bancários do Estado da Bahia, há muito tempo. 
Se o projeto neoliberal se expressa na teoria do Estado mínimo, evidentemente não há espaço para os bancos públicos no Brasil pós-golpe. O governo Temer, inclusive, disse que pretende anunciar a venda da Caixa ainda este ano. Lutar contra a privatização é um dos maiores desafios dos bancários. 
Na Bahia, funcionários e clientes do Banco do Brasil, BNB e Caixa sentem os reflexos do desmonte da rede oficial. No afã de entregar o patrimônio público para a iniciativa privada, o projeto neoliberal desconsidera a importância dos bancos públicos para o desenvolvimento nacional. 
Os bancos públicos atuam com financiamentos em áreas estratégicas como agricultura familiar, habitação, obras de infraestrutura, além da oferta de crédito com condições mais facilitadas do que os privados, que visam exclusivamente o lucro. Portanto, lutar pela manutenção das estatais é defender também o país.                                      
Fonte: O Bancário

Desenvolvido por Porttal Webdesign

Topo