BB fala em igualdade. Da boca pra fora - Sindicato dos Bancários de Itabuna e Região
Home » Notícias » BB fala em igualdade. Da boca pra fora
Em 03/10/2017

BB fala em igualdade. Da boca pra fora

BB fala em igualdade. Da boca pra fora

A desigualdade de gênero nos bancos se perpetua. Até agosto, o Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) apontou que os homens chegam a receber quase 30% a mais que as mulheres. Mesmo assim, o Banco do Brasil faz discurso de que luta pela igualdade de gênero. 

O papo não condiz com a realidade. A declaração do diretor da Dipes (Diretoria de Pessoas), Caetano Minchillo, de que o banco é signatário dos compromissos por igualdade de gênero feita em Nova York foi só para impressionar os norte-americanos. Na verdade, o BB não cumpre os compromissos com políticas efetivas de igualdade. Situação é clara especialmente nos cargos de direção. O percentual de mulheres nos cargos de direção e vice-presidências é pífio.

É só mais uma prova de que os bancos fortalecem a intensa desigualdade de gênero que persiste no país. Se mantida a tendência dos últimos 20 anos, as mulheres brasileiras só terão renda igual à dos homens em 2047.  Difícil. (SBBA)


Desenvolvido por Porttal Webdesign

Topo