Sindicato dos Bancários de Itabuna e Região - artigo_id:4518
Em 04/09/2014

BLÁBLÁ TIRA A MÁSCARA. VAI FECHAR O PRÉ-SAL !

BLÁBLÁ TIRA A MÁSCARA. VAI FECHAR O PRÉ-SAL ! Bláblárina da Silva abriu o jogo. Segundo o Globo, com manchete em forma de epifania, “Programa de Marina deve tirar prioridade do pré-sal”. “Candidata se encontra com usineiros e promete investir em etanol” – quá, quá, quá ! “O programa vai propor ainda a redução gradativa do uso de termoelétricas para priorizar as energias eólica e solar”. E do cuspe. Daqui a pouco, em nome da copula dos bagres – como já tentou – ela dinamita Santo Antonio, Jirau e Belo Monte ! Ou seja, amigo navegante, vem aí um apagão de bom tamanho ! Na política externa, ela vai fazer o que os Estados Unidos querem, e o Lula e a Dilma não deixaram. Vai fechar o Mercosul – como prometeu o Cerra em 2002 – e realizar “acordos comerciais bilaterais”, como querem os Estados Unidos, que, dessa forma, já engoliram a autonomia do México, Colômbia e Chile. Por extensão, vai renunciar à África e à China, para aderir ao Pacto do Pacífico, do Obama ( e do FHC). Claro, ela vai manter o tripé econômico – clique aqui para ler sobre os idiotas do tripé. Amigo navegante, ela vai entregar a rapadura. É a falsa “terceira via”. Ela é a segunda via na veia. Entreguismo em estado bruto ! Nem o Dudu Campriles chegou a entregar a Petrobras, com tanta clareza, quanto ela, agora diante dos usineiros, essa gloriosa expressão da “nova política” – são eles, usineiros do etanol paulista que vão a Nova York receber o título de “Homem do Ano” para espinafrar o Brasil e a Dilma diante dos americanos. O Arrocho prometeu, logo no primeiro pronunciamento de candidato, rever o sistema de “partilha” da Petrobras, que a Dilma e o Lula conseguiram a ferro e fogo. Arrocho, Cerra e FHC – e o Globo do Adriano Pires – querem o sistema de concessão, o que é uma maneira de realizar o sonho de consumo do Cerra – vender o pré-sal pelo preço da Vale à Chevron. Eles querem o sistema de concessão, que consistia no regime da Petrobrax, e conceder … Dudu quase chegou lá. Bláblá vai chegar, a seu tempo. Bláblá vai mais longe. Antes, vai encher os campos do pré-sal de sal. E fechar os poços. Não é à toa que um de seus “cérebros” combateu as viagens aéreas, porque furam a cama de ozônio com o uso de gasolina. (Foi ele também quem prometeu dizimar os rebanhos bovinos, porque a flatulência do gado produz gás que fura a camada de ozônio.) Um dia, o ansioso blogueiro perguntou ao notável historiador americano Arthur M. Schlesinger Jr o que aconteceria se Truman se recusasse a jogar a bomba atômica em Hiroshima. Seria deposto, ele respondeu. Mas, como ? Sim, com a progressão das baixas americanas no Pacífico e com a posse de um novo artefato, ele não poderia se recusar. O Congresso – ou as Forças Armadas – o deporia. Detonar o pré-sal, que fará do Brasil o quinto maior produtor de petróleo do mundo – e renunciar a 75% dos royalties para a Educação e 25% para a Saúde -, isso é o convite para um impeachment ! Com menos de sete meses de Governo. Ora, dirão, “ela não sabe o que diz, dá bom dia a cavalo”. Não ! Marina Silva é uma ameaça à soberania nacional ! Vai vender o Brasil ao Greenpeace. Paulo Henrique Amorim

Desenvolvido por Porttal Webdesign

Topo